projetos


_ FESTIVAL INTERNACIONAL OURIÇO-DO-MAR 

Criado por Nuno Nobre, desde 2015 que a Ericeira (Município de Mafra) recebe o Festival internacional do Ouriço-do-Mar, certame único em Portugal e no mundo. Em 2019, celebra-se a 5ª edição que continuará a preservar e valorizar este recurso e a potenciar a sua economia local associada. Além de jornadas científicas sobre a espécie ameaçada, realiza-se uma mostra gastronómica em dezenas de restaurantes que dão a provar esta iguaria, sessões de show cooking no mercado local com cozinheiros conceituados nacionais e internacionais e várias experiências turísticaspara conhecer e interpretar o habitat e os fatores sociais e ambientais que ameaçam este caviar português. Em paralelo desenvolvemos os projetos Ouriceira Mar – que integra o estudo sobre a ecologia e a exploração de ouriços-do-mar na Ericeira e regiões adjacentes – e o Ouriceira Aqua – que visa criar as bases para o cultivo da espécie na região e em Portugal. >> https://mag.nunonobre.com/2018/03/15/4-o-festival-internacional-ourico-do-mar/

 

_ À MESA COM AS ALDEIAS DO XISTO

Projeto de investigação e experimentação gastronómica – desenvolvido por Nuno Nobre em parceria com as Aldeias do Xisto – que mergulha com todos os sentidos no que há de mais genuíno em cada uma das aldeias: a sua identidade, costumes, cultura, memórias e tradições. Viajamos por cada um desses lugares, promovendo o encontro entre cozinheiros convidados e cozinheiros e produtores locais, e demorámo-nos por lá, para perceber o que liga as pessoas à terra que as rodeia e da qual sempre viveram. Descobrimos histórias, raízes, tradições, saberes, emoções, cumplicidades. E depois, vamos para a cozinha honrar o espírito desse lugar através de co-criações gastronómicas únicas: os Menus Espírito do Lugar e outros momentos autênticos de gastronomia. >> http://www.aldeiasdoxisto.pt

 

_ FESTIVAL CALDO DE PEIXE DE RABO DE PEIXE (AÇORES)

É um evento gastronómico que já dispensa apresentações. Por três razões essenciais: porque faz mexer a economia de uma das localidades com maior potencial dos Açores e do país – Rabo de Peixe. Porque dá a conhecer ao cada vez maior número de pessoas que o visitam como a simplicidade (de ingredientes) pode ser um incentivo à criatividade. Porque é pura diversão. Além da vertente gastronómica, há a vertente cultural e muita animação paralela (baile de pescadores único no mundo, peças de teatro, convidados, etc). Estes são apenas três motivos de peso para todo o tipo de público ir até Rabo de Peixe todos os anos em Julho. Na sua 6.ª edição em 2018, o Festival foi mais uma vez organizado pelo Clube Naval de Rabo de Peixe, pela APRAP (Associação de Pescas de Rabo de Peixe) em parceria com a NNC e promove aquele encontro perfeito entre a experiência dos homens do mar e os cozinheiros convidados na execução dos pratos apresentados, a começar, obviamente pelo Caldo de Peixe (apresentado em várias versões) e no já famoso hambúrguer de cavala – mais um exemplo de sucesso de um prato feito à base de um produto considerado de segunda. Antes da festa no porto de pescas de Rabo de Peixe, no Cine Teatro Miramar, acontece o Seminário Mar, Gastronomia e Inovação. Um conjunto notável de oradores abordam temas fundamentais e relevantes para o desenvolvimento da Economia de Mar. >> www.aprap.pt

 

_ PLATICEMAR

O projeto PLATICEMAR – Plataforma de Consolidação do Setor TICE e Empreendedorismo na Economia do Mar – desenvolvido em parceria com a NNC – tem como objetivo fomentar o empreendedorismo na Economia do Mar. Iniciado em Setembro 2017 pela Inova-Ria, conjuntamente com os parceiros Fórum Oceano, ACIFF, NERLEI e Sines Tecnopolo, tem por base o incremento da cooperação e inovação do setor, decorrente da aplicabilidade das TICE nos processos produtivos, tornando-as operacionalmente mais eficientes e aumentando a sua sustentabilidade alicerçando-se nas metas da Estratégia Nacional para o Mar e das estratégias regionais/nacionais de especialização inteligente/RIS2 e da iniciativa SmartCoast. >> www.platicemar.pt

 

_ GO FOODIES

Projeto de food travel que cruza a pedagogia e ciência com o melhor da gastronomia nacional e internacional. Privilegiando a autenticidade acima de tudo, produzimos viagens reais pelo universo dos saberes e sabores que podem começar (ou acabar) numa cozinha experimental e levar-nos por Portugal e o mundo. Viagens ao sabor da experiência que vão muito além do turismo gastronómico mas que acreditam que o sabor é tudo. Produzimos viagens gastronómicas porque há produtos / pratos / menus que são um destino só por si. Queremos levá-lo a conhecer pessoas, lugares e a viver experiências de todos os sabores pela rota do autêntico em Portugal e no estrangeiro. A nossa missão é surpreender todos. Tanto os que vivem em Portugal mas querem conhecer melhor o que de bom cá se faz como quem nos visita de fora e não quer ficar pelo óbvio. De norte ao sul, passando pelas ilhas, organizamos percursos e roteiros inesquecíveis e revelamos aquilo que só os locais conhecem. Lá fora, igual. >> www.nunonobre.com/viajante

 

_ FEIRA DO MAR

Este projeto com várias valências, capaz de agradar a diversos tipos de público, e sempre um bom motivo para visitar Sines, chama-se Feira do Mar e é uma iniciativa – realizada em conjunto pelo Sines Tecnopolo, Câmara Municipal de Sines e NNC – que tem como objetivo divulgar os aspetos mais relevantes da Economia do Mar. Em 2019 realizou-se a sua quarta edição. Realizado no verão, não faltam bons motivos para ir até Sines. A oportunidade de visitar o farol ou a lota de Sines, de fazer um batismo de paddle ou mergulho, de praticar zumba ou yoga na praia, de observar animais, algas e esculturas à beira-mar. Numa outra perspetiva – igualmente lúdica – realiza-se, na Avenida Vasco da Gama, uma mostra com a presença dos principais intervenientes (empresas, entidades, privados) ligados à Economia do Mar com destaque para os produtos gastronómicos regionais, alguns dos quais apresentados em momentos de show cooking autoria da Docapesca. Numa vertente mais académica realiza-se num dos dias do certame, uma conferência com o tema “Inovar e Criar para Empreender na Economia do Mar”, onde são abordados temas fundamentais do setor por um grupo de oradores experientes na área. >> www.feiradomar.org

 

_ ENDÒGENOS

Criado em 2013 e desenvolvido em parceria com vários cozinheiros portugueses é um projeto que promove a preservação e valorização dos produtos locais portugueses, produtores e suas origens. Organiza tertúlias, menus tradicionais e jantares que reúnem produtores, cozinheiros, jornalistas, líderes de opinião, enólogos e empreendedores. Conta com dezenas de eventos realizados para valorização de produtos endógenos, tais como:
Medronho da Carrapateira + Fava da Malveira + Capão de Freamunde + Carapau Seco da Nazaré + Tremoço de Miranda do Corvo + Percebes de Peniche + Bolota de Montemor-o-Novo + Marmelada Branca de Odivelas + Berbigão de Óbidos + Carolo de Milho do Ribatejo + Pão de Mafra + Ouriço-do-mar da Ericeira, Polvo de Cascais + Sardinha de Sines + Cavala de Peniche + Lampreia de Tomar + Batata Doce de Aljezur, Mel de Aljezur, Cabra de Proença-a-Nova, Pepino do Mar de Faro, Algas de Ílhavo, entre outros provenientes de várias regiões portuguesas. >> www.nunonobre.com/projetos

 

_ OUTROS PROJETOS

Em atualização, para mais informação contatar: nn@nunonobre.com